Relato de viagem

Descobrindo as maravilhas do Rio São Francisco: o passeio pelo Cânion do Xingó e Gruta da Talhada

Depois da dificuldades de encontrar hotel terminamos dormindo na varanda do restaurante de Walkíria, uma amiga que fizemos na cidade de Piranhas na noite anterior. Levantamos e desarmamos as barracas às 7 da manhã, apesar de nossa anfitriã ter dito que o restaurante abriria às 6 para servir o café para os clientes. O que me acordou foi com o barulho feito por Wesley às 5:30 e Walkyria só veio aparecer mesmo às 7:30,  depois de desarmarmos as barracas.

Tomamos café no próprio restaurante, mas não estava bom. O queijo estava congelado, o pão frio e só havia uma sanduicheira (gerando uma pequena fila). Depois de comer colocamos nossas coisas no carro e seguimos para o local de embarque do catamarã que faria o passeio pelo Rio São Francisco.

Karrancas, partida para o Canion do Xingó Karrancas, partida para o Canion do Xingó(vídeo)

Segundo as instruções da nossa recém amiga Walkyria era só sair da cidade por onde viemos, dobrar à esquerda e depois seguir direto. Não foi bem assim. Tivemos um pouco de dificuldade de encontrar e tivemos de fazer várias guinadas no meio do caminho e parar para perguntar algumas vezes.

CRUZANDO ESTADOS PARA CHEGAR AO PIER DE EMBARQUE

Para chegar lá você deve pegar a AL-225, dobrar a esquerda na Estrada Pará Olho D'água, cruzar a fronteira entre Alagoas e Sergipe, passando pela ponte, seguir em frente pela SE-303, passar ao lado da Usina Hidroelétrica e pegar um pedaço de estrada de chão. Para facilitar coloquei essa rota no mapa abaixo. O trajeto de Piranhas até o local do embarque é de cerca de 14 km e dá para fazer em 20 minutos se você não se perder.

 

 

Chegamos no restaurante Karrancas, onde é realizado o embarque, e ficamos muito surpresos com a estrutura. Trata-se de um restaurante imenso, com pier e lugar para muitas centenas de pessoas comerem. Ele foi inaugurado em 1996 e já foi construído com a finalidade de atender e embarcar o turista que faz passeios pelo rio. Iniciou como um flutuante e com o aumento vertiginoso de visitantes construiu a imensa estrutura existente atualmente.

 

Canion do Xingó e Gruta Talhada Canion do Xingó e Gruta Talhada(vídeo)

Estávamos preocupados em não conseguir chegar a tempo, mas deu tudo certo. O passeio estava agendado para as 9:00 e um pouco antes disso um funcionário anunciou, via sistema de som, que o embarque começaria em poucos minutos. O voucher que recebemos de Walmíria teve de ser trocado pelo ticket num guichê do Karrancas. Tenha atenção ao comprar um passeio por que existem outros percursos, incluindo os que não navegam na parte da represa e esses não vão ao Canion, que é a parte mais bonita.

O passeio maravilhoso pelo rio e a visita ao Canion

Tudo era muito organizado e limpo, mostrando que o turismo daquela atividade está muito profissionalizado. Há vários catamarãs (eu contei 5) e todos eles estão em excelente estado, muito bem equipados e com uma tripulação muito atenciosa. Para facilitar o embarque eles chamam um grupo de cada vez, e o locutor vai dando toda a instrução e fazendo brincadeiras. Iniciamos o passeios e o locutor começou a contar a história da região, falando sobre os personagens, a geologia a cultura e as curiosidades. Antes de iniciar a navegação foi dada toda a instrução de segurança, quase como se faz em aviões.

banho de rio no canion 2 banho de rio no canion

Durante a navegação ficamos surpreendidos com a largura do rio e a aridez do entorno. O lago formado pela represa é enorme, bem diferente do leito do rio no trecho depois da represa. A estrutura da usina é surpreendente e mostra a capacidade do homem de inteferir no meio em que vive. Navegamos por uma hora, e chegamos na parte que dá acesso ao famoso Canion do São Fancisco. Nesse ponto a embarcação parou, atracou numa estação de flutuante e foi explicado pelo locutor que teríamos uma hora e meia livre para tomar banho e depois retornaríamos para o Karrancas.

Junto com o flutuante há espaços para tomar banho que tem redes de proteção submersas, protegendo os banhistas de algo que não ficou claro. Há uma imensa quantidade de flutuadores do tipo "macarrão" para uso livre e há também o passeio opcional no barquinho que efetivamente entra no Canion, na Gruta do Talhada. A paisagem, as montanhas e o rio ali onde estávamos já eram lindos, para qualquer lado que se olhasse, mas não podíamos perder a oportunidade de entrar no Canion. Para fazer esse passeio no barquinho a remo é cobrado R$ 5,00 por pessoa e o trajeto é bem curto, mas esplendoroso. O Canion é realmente estreito e só um barquinho de no máximo 1 metro de largura conseguiria fazer o trecho e manobrar para voltar, já que o Canion vai se estreitando até praticamente fechar.

Chegada ao pier do Canion Chegada ao pier do Canion

Além de fazer o passeio ficamos bastante tempo tomando banho nas "piscinas" e tirando fotos sensacionais e aproveitado para inaugurar meu smartphone a prova d'água. No horário combinado embarcamos e fizemos  o percurso de volta no mesmo tempo, mas dessa vez ouvindo um forrozinho gostoso, pé de serra. Na volta não resistimos e almoçamos no imenso buffet livre. O esquema é o seguinte: você paga R$ 30,00, recebe uma pulseira no braço e almoça livre. Há muitas opções mas eu senti a falta de mais variedade de salada.

Há também no Karrancas uma prainha, bem bonitinha e disponível para banho no rio, mas resolvemos sair um pouco cedo para tentar passar no museu do Cangaço e ver a possibilidade de visitar a usina. Para nossa tristeza tanto o museu quanto a usina estavam fechados para visitação naquele dia. Para não ficarmos sem nenhuma foto resolvemos tirar fotos pelo lado de fora da Usina, mostrando sua imponência.

Gruta da Talhada, Canion do Xingó Gruta da Talhada, Canion do Xingó(vídeo)

Dessa vez eu dei carona

Erroneamente na hora de sair com destino a Salvador voltamos para Piranha e quando estávamos saindo de novo da cidade confirmamos o caminho correto para Salvador. Mais uma vez o informante nos pediu carona e os meus companheiros de viagem não se mostraram muitos dispostos a levar o rapaz.  Dessa vez eu fiz questão de insistir para que levássemos a pessoa, já que não custava nada e é comum para as pessoas do interior pedir e dar carona. Conversamos um pouco e o rapaz confirmou a distância para Aracaju, 200 km, e falou que estava indo levar caldos fabricados por ele para um cliente.

Logo depois de deixarmos o caroneiro paramos para tirar fotos no monumento a Lampião e Maria Bonita, e seguimos para Aracaju,  para tentar passar pela orla. Nessa tentativa pegamos um engarrafamento monstro para entrar na cidade e terminamos desistindo. Nesse retorno eu estava dirigindo e fomos parados pela primeira vez pela polícia. Voltamos conversando sobre viagens, liberdade no trabalho, o sentido da vida e como juntar dinheiro.


Como adquirir e preços

Valor do passeio de Catamarã pelo Xingó: R$ 70,00. Não tem como comprar por internet (ainda).

Site do Karrancas: www.karrancas.com.br/

Contatos de Walkyria: www.flatsdopedro.com.br, (82) 8876-2935, (82) 99804508

Encontrou erros nesse post? Comunique!
RBBV Código Criativo