Blog Fazendo as Malas

Viagem para a Europa: documentos, vistos e seguro de saúde - saiba o que fazer antes de embarcar

A viagem ao velho continente ainda é um dos principais desejos de muitos brasileiros, que sonham em fazer sua primeira viagem internacional, apesar de termos bem pertinho de nós, aqui na América do Sul, lugares lindíssimos que podem ser visitados como Chile, Argentina e Bolívia. A viagem à Europa exerce um certo fascínio, seja pela riqueza histórica acumulada nesse continente, ou mesmo pela vontade de ver de perto tudo aquilo que é divulgado na mídia e pelas pessoas que visitam os países europeus, como nossas diferenças culturais, comportamento e gastronomia. Se você está planejando uma viagem à Europa, você está no post certo!

Sempre que estamos planejando uma viagem, a primeira coisa que devemos nos preocupar é quais são os documentos necessários. Tudo isso deve ser planejado antes do embarque, pois quando iniciamos o passeio é o momento que temos para relaxar, tirar fotos para recordação ou mesmo para fazer um estoque de selfies para usarmos nas redes sociais até a próxima viagem :-). Neste post abordaremos toda documentação e seguros necessários para uma viagem tranquila pela Europa.

 

BRASILEIRO PRECISA DE VISTO PARA ENTRAR NA EUROPA?

 

adsad Ponte do Lago Genebra, na Suiça

Brasileiros não precisam de visto prévio para entrar na Europa como turista. O visto é concedido, ou não, pelo agente de imigração no solo europeu. Após a entrada autorizada, o brasileiro pode permanecer até 90 dias como turista. No entanto, diferente da América do Sul, onde é possível viajar portando apenas o RG, para viajar para Europa é necessário portar um passaporte válido por no mínimo 3 meses a partir da data de entrada na Europa.

O passaporte brasileiro é emitido pela Polícia Federal, custa R$ 256,00 e os emitidos a partir do final de 2015 têm validade de 10 anos. O prazo médio para emissão de um passaporte é de 30 dias, no entanto em 2017 tivemos um caso de paralisação na emissão de passaportes e várias pessoas que tinham viagem marcada tiveram grandes prejuízos, portanto vale a pena fazer o documento com bastante antecedência.

Passaporte: você deve mantê-lo sempre com você e sem segurança Passaporte brasileiro ou estrangeiro: você deve mantê-lo sempre com você e em segurança

Se sua viagem for para países da União Européia e que façam parte do Acordo de Schengen, você poderá circular livremente entre eles. São signatários deste acordo os seguintes países:

  • Alemanha
  • Áustria
  • Bélgica
  • Dinamarca
  • Eslováquia
  • Eslovênia
  • Espanha
  • Estônia
  • França
  • Finlândia
  • Grécia
  • Hungria
  • Islândia
  • Itália
  • Letônia
  • Lituânia
  • Luxemburgo
  • Liechtenstein
  • Malta
  • Noruega
  • Holanda
  • Polônia
  • Portugal
  • República Tcheca
  • Suécia
  • Suíça

Portanto, mesmo que a sua viagem pela Europa inclua visita em vários países, você só passará uma vez pelo controle de imigração, no primeiro país europeu que você entrar, seja ele o seu destino final ou apenas uma conexão. Dentro dos países da União Européia os voos são considerados domésticos, por esta razão o seu embarque durante a conexão com destino a um outro país europeu será sempre no terminal doméstico.

Essa facilidade do Acordo de Schengen é benéfica para nós turistas, pois poupa tempo e também diminui a tensão de ter que passar várias vezes por agentes de imigração, especialmente nos controles de fronteiras em outro idioma. No entanto esse sistema traz uma desvantagem para os amantes dos carimbos no passaporte, pois independente de quantos países forem visitados, você terá apenas um carimbo no passaporte do país onde foi realizada a primeira entrada e depois um outro da saída.

Preciso de um seguro viagem? como fazer?

O seguro viagem é um item muito importante na sua programação, apesar das férias ser o momento onde ninguém pensa em ficar doente, acidentes podem acontecer e caso aconteça é muito importante esta prevenido e não precisar mandar seu planejamento financeiro para o alto. Seja um escorregão que cause uma torção ou mesmo uma bagagem extraviada, um seguro pode te poupar muito gasto e dor de cabeça.

Em se tratando de viagem pela Europa este é um item indispensável pois todos os países signatários do Acordo de Schengen exigem o seguro viagem de no mínimo 30.000 euros de cobertura. Portanto, o seguro é obrigatório e você deve levá-lo impresso ( de preferência em inglês, exceto se a viagem for exclusivamente para Portugal). Espero que você nunca precise usá-lo, mas é importante tê-lo sempre à mão.

Existem várias empresas que oferecem seguro de viagem e a cotação pode ser feita pela internet mesmo. Para uma viagem de 10 dias pela Europa o seguro custa, em média, de R$ 72,00 à R$ 140,00. Esta diferença é justificada pelos seguros adicionais que podem ser contratados como, por exemplo, seguro para extravio e atraso de bagagem.

Muitos empresas de cartões de crédito oferecem o seguro viagem gratuito (normalmente para cartões Gold e Platinum), caso a passagem tenha sido adquirida integralmente usando o cartão. No entanto, é necessário a emissão do seguro viagem no site da sua bandeira de cartão de crédito ( Visa, Mastercard, etc ), pois somente o fato de ter comprado a passagem não garante a cobertura caso você não tenha emitido a apólice do seguro antes da viagem.

Aqui você encontra o link para gerar a apólice gratuita caso tenha tenha adquirido a passagem com o cartão: Visa Platinum ou Mastercard Platinum.

Onde devo guardar meu passaporte durante a viagem?

Durante uma viagem pelo exterior seu passaporte é o seu documento de identificação válido, por isso ele é o item mais importante da sua bagagem, e não deve ficar separado do seu corpo, ser despachado ou carregado em bolsas.

Apesar da Europa ser considerada muito segura, especialmente por nós brasileiros, é importante saber que golpes e furtos existem sim por aqui e especialmente em pontos turísticos e de grandes aglomerações. Não é comum nesses países a ocorrência de assaltos, porém furtos em pontos turísticos são muito mais comuns do que muita gente imagina e existe uma coleção de golpes diferentes pela Europa. Nessas situações, está com o passaporte, dinheiro e cartões de banco em um porta-dólar preso ao corpo e sem estar à mostra faz toda a diferença, pois os bandidos são oportunistas e vão sempre visar o alvo mais fácil de ser furtado. Os bandidos buscam esta facilidade no momento em que todos estão distraídos observando as atrações e esquecem dos seus pertences, portanto é muito mais fácil levar uma bolsa de alguém que está passando com uma mochila nas costas ou está sentado em uma banco e a deixa de lado, do que colocar as mãos dentro das calças e puxar um porta-dólar.

Porta-dólar: um importante acessório para sua viagem Porta-dólar: um importante acessório para sua viagem

Passamos por uma situação dessas no Chile, onde tivemos todas as nossas mochilas roubadas dentro de um veículo. Estávamos viajando há 31 dias e restava apenas 2 dias antes do nosso retorno para o Brasil. O transtorno foi grande, no entanto, se um de nossos passaportes estivesse no interior do veículo a situação teria sido muito mais complicada, pois estávamos muito próximos da data do embarque de volta. Esta situação também ocorreu com leitores aqui do site em Paris e felizmente também não tinham deixado dinheiro ou documentos no carro.

Mas, se ainda assim isso acontecer e você acabar ficando sem o passaporte, você deve registrar a ocorrência na delegacia e depois procurar o consulado do Brasil mais próximo e solicitar apoio para a emissão de um passaporte de emergência ou de uma autorização de retorno ao Brasil (ARB).

 

Encontrou erros nesse post? Comunique!

Viagens

  • Serra Gaúcha
    5 dias de viagem e 2 viajante(s)
    •  Brasil
    Salvador - Bahia, Brasil - Porto Alegre - Gramado - Canela - Caxi...
  • Chapada dos Veadeiros
    5 dias de viagem e 4 viajante(s)
    •  República Federativa do Brasil
    Salvador - Brasília - Alto Paraíso de Goiás, Goiás - São Jor...
Ver todas
RBBV Código Criativo