Relato de viagem

Aproveitando o melhor da noite de Gramado: um rodízio de foundue

O final da tarde já estava chegando e Viviane e eu já estávamos cansados e tínhamos de guardar energias para a nossa atividade noturna: rodízio de fondue (ou sequência de fondue como eles chamam lá). Voltamos para o nosso hotel, o Casa da Juventude,  e fomos tomar um banho e descansar. Passamos na recepção para pegar as malas que estavam guardadas (já que havíamos chegado cedo e o check-in só era mais tarde) e seguimos para o quarto.

A funcionária da recepção do hotel nos disse que eles mesmo podiam acertar o rodízio de fondue. Viviane já tinha conversado com eles por telefone e checado que pelo hotel saia mais em conta do que se comprássemos diretamente com  a empresa que oferece o fondue, no caso  o restaurante C'est Mieux (que traduzindo do francês significa "O Melhor").

 

Hotel Casa da Juventude Hotel Casa da Juventude

O preço ficou acertado em 59 reais por pessoa com direito a translado de ida e volta. Isso mesmo, o restaurante nos pegaria no hotel e nos traria de volta quando terminássemos. Depois descobriríamos que esse serviço de translado é comum e muitos restaurantes o oferece gratuitamente para seus clientes.

Esquecidos pelo motorista

Tudo acertado só teríamos de esperar. Segundo o combinado às 19:30 o carro estaria nos esperando na porta do hotel. Perguntamos se seria possível nos avisar no quarto quando o transporte chegasse e foi dito que sim, que não haveria problema. Fomos para o quarto e exatamente três minutos depois que vieram nos avisar já estávamos na frente do hotel, mas para nossa surpresa o veículo não estava mais lá! Foi embora! Nossa, demoramos exatamente três minutos. O motorista devia realmente está com pressa.

Diante da situação conversamos com nossa fiel escudeira, a recepcionista. Ela nos ajudava em tudo, sempre muito solícita e atenciosa. Ela ligou para o restaurante e explicou o acontecido. Pediram desculpas e disseram que nos pegariam dali a 30 minutos. Ficamos um pouco decepcionados, pois já estávamos prontos e desejando o fondue. Foi então que ela disse que o marido dela nos levaria no carro dele! Como eu disse, eles eram muito gentis e tudo em Gramado é pertinho. Em poucos minutos estávamos lá e tivemos mais uma surpresa, só que dessa vez positiva: o local era lindo, a música ao vivo de ótima qualidade e o atendimento impecável.

Rodízio de fondue Rodízio de fondue

Para aqueles que não conhecem, fondue é nada mais do que um petisco (que pode ser uma fruta, uma carne, uma polenta e vários outras coisas) em pedacinhos pequenos que são mergulhados num creme. O creme pode ser de queijo, de chocolate e de outras variedades inventadas. Tradicionalmente é servido de forma separada e o cliente é que, com um talher específico, mergulha o petisco no creme, que vem à mesa num panela de barro e é mantido quente com queimadores portáteis. Além do petisco e do creme é comum que o prato seja acompanhado de molhos.

No caso da C'est Mieux eram nada mesos do que 23 tipos de molho. O garçom demorou um tempão só explicando o que era cada molho e todos pareciam deliciosos. Quando ele chegou no décimo eu já tinha esquecido o nome do primeiro! Inicialmente foi servido o fondue com creme de queijo. Como petisco vieram uma bandeja com pedacinhos de carne (que eram assados na hora numa pedra aquecida -  essa parte eu deixei para Viviane, já que sou vegetariano.), pedaços de legumes, polenta, verduras e torradas (cada coisa separada).

Garçom, música, vinho e fondue perfeitos

Na segunda etapa veio um creme de chocolate  e como petisco diversas frutas, incluindo uva, morango, melão, maçã e outras. Tanto na primeira rodada quanto na segunda podíamos pedir mais, de forma livre. Apesar deles chamarem de sequência é um rodízio. Para acompanhar tudo isso tomamos um vinho da Serra Gaúcha. Tudo estava perfeito e delicioso.

Mesa farta no foundue Mesa farta no foundue

Para ficar ainda melhor o garçom, sempre muito educado, veio à mesa e nos disse que o restaurante ia nos oferecer uma terceira sequência, com creme de chocolate branco como desculpas pelo ocorrido com o transporte! Ficamos muito felizes pelo gesto, mas a verdade é que já estávamos satisfeitos e comemos muito pouco dessa terceira sequência. Mais do que pelo brinde ficamos felizes pelo gesto.

Ficou claro para nós, nesse primeiro dia, que de uma forma geral, as pessoas são atenciosas no trato com o turista e oferecem um atendimento de qualidade, sem se esquivarem das responsabilidades, como aconteceu na situação do SnowLand e com o transporte do C'est Mieux. Erros e falhas acontecem mas quando o prestador de serviço reconhece a falha e tenta corrigi-la fica claro o respeito ao turista e isso traz credibilidade para o lugar e todo serviço ligado ado turismo. Até este momento estávamos adorando a Serra Gaúcha, tanto pela beleza e organização quanto pelo atendimento.

Encontrou erros nesse post? Comunique!

Roteiro e Localização

Último local: + detalhes
RBBV Código Criativo